Category Eu?

Eu quero perder 10kg até o final do ano – O resultado

emagrecer-01-title

Acho que não vai dar tempo de cumprir o total, já que o ano chegou ao fim. Vou deixar esse 1kg que faltou de 2013 como pontapé inicial para 2014.
Foram 2 anos de dedicação e superação, acho que essa segunda palavra define bem essa experiência de vida. Na média, 20kgs perdidos por ano, com muito esforço e muito sacrifício.
Foi uma lição de vida nesse meio tempo, pude ver como minha saúde e minha disposição melhoraram. Ganhei amigos e até mesmo “perdi” alguns, que talvez eu deseje nem ter conhecido. Não foram momentos fáceis mas eu não pensei em desistir em nenhum momento, só seguir em frente. E que 2014 seja feito de mais vitórias assim, que traga bons frutos para quem estiver disposto a se esforçar em colhê-los!
É assim que termino esse ano difícil, com lágrimas e sorrisos que marcaram essa batalha. E esse o conselho que dou a vocês: Se querem algo, comecem, tentem, continuem! Enquanto houver forças, deem o melhor de si. Vai valer a pena! (Postado em meu facebook em 28/12/2013)

 

evento-facebook

timeline

Pois é, posso dizer de certa forma que não cumpri a minha meta, por 1kg. Resolvi nos últimos dias aproveitar o final do ano para poder me preocupar com outras coisas. 2013 foi esse ano de pequenas grandes conquistas que consegui e disso eu me considero um pouco vitorioso. Vou continuar aqui dedicado, tanto em cuidar da minha saúde (o objetivo dessa luta toda) e de novos projetos que surgiram e que pedem minha atenção. O ano me mudou de uma forma muito boa e quero passar isso para que 2014 seja melhor. Obrigado a todos que acompanharam, isso significa muito para mim!

medalhas

 

Eu quero perder 10kg até o final do ano – Saldo de Novembro

emagrecer-01-title

Mais um passo dado rumo a reta final da minha meta de 2013 (que pode ser acompanhada aqui e aqui). Eu estipulei que nesses quatro meses finais do ano eu teria que perder 10kg, como um desafio pessoal. Desde janeiro de 2012 eu comecei essa luta contra a balança, já que estava bem acima do peso ideal e comecei a sentir que isso estava afetando minha vida pessoal e minha saúde e que algo precisava ser feito.

Eu segui uma dieta, mas como bom ser humano eu tive pequenos deslizes que me desviaram dela. Apesar de tudo, consegui estabelecer esse foco de mantê-la junto com a academia (atividades aeróbicas e musculação) e em um ano eu passei dos 140kg para 120kg, mas entrei naquele caso: eu perdi bastante mas ainda estou bem longe do meu IMC ideal. E isso já entra naquele segundo porém, que não é só o corpo que precisa treinar pra perder peso, é a mente que precisa entrar nesse acordo. Tudo bem, perdi peso, legal, parabéns! Mas pra quem vive nessa condição de ser o gordinho, ter todo esse esforço e ver que falta muito é uma barra. E a situação ainda pode ter seus desacertos quando pessoas de fora que não acompanharam esse desempenho criticarem seu peso, mesmo sem intenção acaba sendo negativo demais. Aí é que a força de vontade (e ligar o f*da-se pra essas pessoas) tem que entrar em ação e seguir em frente 😀

Meu outro maior desafio foram os momentos em que eu estagnei em um peso. Senti isso várias vezes e vi por meses o peso não se alterar na balança, mesmo fazendo dieta, exercícios e musculação. Esse detalhe pode ser entendido como ganho de massa magra. Como eu desde o início dos treinos eu segui com a musculação, eu acabei ganhando músculos e isso pesa tanto quanto gordura, só que de uma maneira positiva. É uma dica que eu dou pra quem está seguindo o mesmo objetivo que o meu, se você notar que a balança não tem se alterado, mas está seguindo tudo certinho e vendo a barriga diminuir, não fique assustado porque não é exatamente um mal sinal.

Resolvi entrar nesse assunto aqui principalmente porque é o que me ocorreu esse mês. A grosso modo, eu não cumpri a meta do mês. Mas quase cheguei lá! Apesar de ter deslanchado na meta no primeiro mês e cumprido exatamente no segundo, eu tive esse pequeno problema que me evitou de “cumprir” a meta de novembro. Na prática, eu teria que chegar abaixo dos 103 até o final do mês. Só que, meu peso começou a oscilar entre os 103~104 e até os 105kg! O que foi um pouco desesperador.

meta-63-concluida

Mas eu notava que as bermudas e calças ficaram mais largas, o cinto teve que ser fechado em um buraco a menos, então algo estava acontecendo e eu não estava engordando.

O que me coloca num ponto crucial: eu quero cumprir essa meta. Porém, pra melhor entendimento, eu não tenho pretensão de desistir caso não consiga. Foi um desafio, uma brincadeira se for ver, pra dar uma motivada no meu objetivo. Se eu cumprir, ótimo, continuarei firme e forte correndo atrás de chegar no peso ideal. Se não cumprir, também, sigo em frente 😀

Essa semana eu resolvi reforçar a dieta para esses últimos dias. O mês de dezembro é o mais tenebroso pra quem quer emagrecer, são muitas festas, confraternizações, comilanças. Aí não há autocontrole que segure! O lado bom é que na balança os resultados já começam a aparecer, e isso é gratificante demais!

meta-75-concluida

Eu quero perder 10kg até o final do ano – Saldo de Outubro

emagrecer-01-title

Atrasado, mas postando, vim atualizar os dados da minha meta para esses últimos quatro meses do ano (01/Setembro/2013 ~ 31/Dezembro/2013) de perder 10kg. O que podemos dizer é que: até agora tudo bem. O primeiro mês o desempenho foi excelente, até passei a meta mensal logo de cara, porém sempre temos que encarar o detalhe que quanto mais você perde, mais difícil vai ficando.

Foi sufoco, além de alguns pequenos ~deslizes~ que fiz em um final de semana ou outro, mas a dieta segui a risca, assim como minha rotina de exercícios. Sim, meus amigos, bati a meta do mês e completei 50% do meu objetivo este mês 😀 #TodosComemora

runkeeper-50porcento

É claro, isso foi no final de outubro e eu estou postando atrasado, por motivos de: sou enrolado mesmo, assumo. Atualizando aqui, faltam 40 dias e menos de 4kg para chegar lá. Será que eu consigo?

Eu quero perder 10kg até o final do ano

emagrecer-01-title

Continuo firme e forte na minha batalha pessoal para tentar entrar em forma. Tudo começou em janeiro de 2012, quando dei o pontapé inicial para minha dieta e treinos e nesse meio tempo já obtive bons resultados. Tirando os quilos e roupas perdidas (antes eu usava o famigerado “flag size” e agora finalmente estou usando roupas no tamanho humano), comecei várias atividades, como entrar em um grupo de corrida e conseguir manter o ritmo de treinos, e até participar de provas.

Mas, ainda estou distante da minha forma ideal. Calma, não é uma obsessão, é uma mudança total no estilo de vida. Parti de um modo sedentário para um meio mais saudável porque estava pressentindo complicações na minha saúde e vi que estava na hora. Fora, é claro, a auto estima que melhorou muito com isso.

A fim de dar um boost nessa minha meta, e também melhorar minha dedicação, me dei um desafio pessoal: quero perder 10kg até o final do ano. Dei início a esse desafio no dia 01 de setembro de 2013 e pretendo terminá-lo em 31 de dezembro de 2012 (olha que terei o desafio de resistir as gordices do Natal e ao Ano Novo).

Vamos aos números

Partindo para minha pesagem oficial, só estou usando esta balança que eu comprei. É algo recomendável para quem quer acompanhar suas perdas pesar somente em um lugar para poder ter um acompanhamento mais preciso, devido a diferença de calibragem de cada equipamento. Então, comprei uma que vai me acompanhar nesta longa jornada. Segundo ela, comecei com 110,5kg, então partirei para o alvo de 100kg até dezembro se tudo der certo!

Como será o procedimento

Primeira coisa que fiz foi retomar minha dieta. Já estava seguindo ela, com alguns deslizes. Essa mesma dieta foi a que me ajudou a perder boa parte do meu peso inicial desde que comecei com os treinos. Ela se baseia principalmente no equilíbrio do essencial para o corpo, não pretendo partir para nenhuma dieta maluca como a “zero carb” ou parecidas. A ideia aqui é se manter saudável sem loucuras.

Outra coisa que vou fazer será me dedicar bem aos meus treinos. Frequento a academia 5 vezes por semana, fazendo musculação e atividades aeróbicas como corrida (na rua e na esteira), Power Jump e Body Balance e pretendo, se tiver tempo e disposição, começar outras. Mas o principal ponto aqui será a dedicação.

So far so good

Bom, o primeiro mês já passou e tudo foi cumprido com sucesso, ao que consigo ver. Já tenho reparado uma melhora no meu desempenho nos treinos e até mudança na aparência. A melhor parte é que essas mudanças já são visíveis para quem convive comigo, então significa que tudo está indo bem. Estou usando apps como o Runkeeper (já citado aqui) para monitorar minha perda de peso e segundo ele, 25% do meu objetivo já foi alcançado!

runkeeper-goal-lose-weight

 

Então, segundo o ideal de perder 2,5kg/mês até o fim do ano, perder 3kg num mês é uma grande vitória. Me sinto motivado pra seguir em frente! 😀

runkeeper-achievement

Como ter motivação para entrar em forma

emagrecer-01-title

Fala, galera! Voltando com minhas postagens do meu espaço pessoal aberto aqui no blog e de volta falando daquela que foi minha meta de 2012 e as consequências dessa mudança de estilo de vida que eu passei nos últimos 20 meses. Pra quem não me acompanhou desde o começo, vou dar uma resumida aqui.

No final de 2011 eu comecei a planejar minha volta para a academia e encarar uma dieta. Sério, estava precisando. Cheguei a beirar os 140kg e vi que isso me prejudicou muito na minha vida pessoal. Então resolvi encarar o desafio: em 2012 eu mudaria todo meu estilo de vida para algo mais saudável e iria perder esse físico de blogueiro. Pois bem, fiz. Encarei uma dieta de forma rigorosa (mas não foi nada tão absurdo assim) e frequentei a academia diariamente. Em um ano eu perdi 20kg, ganhei uma disposição que eu não tinha mais e me adaptei a essa vida nova.

Minha ideia seria simplesmente não ficar nisso até emagrecer e sim adotar isso pra vida toda. Até agora tudo bem. O que queria deixar explicado aqui é que não foi algo fácil. Não foi só ir na academia, só fechar a boca e problema resolvido. Quem está acima do peso como eu e faz essa mudança de rotina, principalmente na alimentação, sofre. Não sei se serve de exemplo pra todos, mas eu comia muito por ansiedade e quando comecei a cortar as gostosuras e a quantidade, o humor alterou. Isso pelo menos no primeiro mês até começar a sentir resultado e me acostumar com aquela quantidade de comida que eu ingeria.
E nem tudo são flores também. Imagina que você está determinado na sua meta, há meses se dedicando e de repente algo afeta o seu lado psicológico. Pois é, eu passei por uma barra pesada no final do ano que me deixou há um degrau de cair numa depressão. Pensa como uma besteirinha assim pode acabar com tudo? Bom, o importante é que a fase ruim passou, eu consegui * com esforço * superar isso e tô aqui escrevendo pra tentar dar um caminho pra quem ainda está perdido. Vamos lá!

Água

Primeira coisa pra você que entrou na sua meta de entrar em forma: acabou o refrigerante. Agora! Calma, não parou aí ainda… Sabe aquele suco de caixinha que você pensou em comprar pra substituir o refri? Então, melhor não. Esse suco você irá consumir apenas como um lanche durante o dia, o que você vai beber o dia todo será água. Sim, você naturalmente precisa beber água então vamos fazer com que seja sua principal bebida durante o dia. Se você trabalha em escritório, tenha sua garrafinha de água sempre ao lado para dar uma golada de hora em hora. Outra coisa também, vamos tirar a bebida da refeição. Um copo d’água 15 minutos antes e/ou somente 2 horas depois, certo?

Cuidado com o que vai te enganar

Barrinhas de cereal podem ser uma faca de dois gumes na dieta. Evite principalmente aquelas que tem chocolate ou açúcar em excesso. Ou então faça o melhor, troque por algo mais natural e saudável como uma fruta. E varie nas frutas! Uma maçã antes do almoço e uma banana no lanche da tarde. Ou então uma salada de frutas? Só não esqueça de não colocar açúcar ali.

Já reparou no tamanho do seu prato? Se possível, use pratos menores. Sério! Esses pratos de restaurante (principalmente) são gigantes por um motivo: caber mais comida. Se você vai lá e coloca uma colher de arroz num prato grande, vai parece que não tem quase comida lá e você vai querer colocar mais um pouquinho. Cuidado!

Fique de olho na sua ansiedade

Como eu disse, esse é um dos principais problemas que eu passo. Se bate o nervosismo e tem comida perto, eu vou lá e como. Então comece a se regrar. Tenha um lanchinho pra comer de 3 em 3 horas. Coma devagar suas refeições e evite comer o que você não precisa.

cha-verde

Faça do chá um aliado

Chá verde, chá branco, chá vermelho. Adicione eles ao seu cotidiano. Eu sei que os dois primeiros “puros” não são as coisas mais saborosas que existem, mas dê uma chance. Caso prefira, pegue aqueles que são misturados a outros sabores, como laranja e limão. Vai sentir uma boa diferença no gosto! E cuidado com o açúcar!!

Comece algo

Comece a caminhar pelo menos meia hora por dia. Tente ir para a academia pelo menos três vezes por semana, não fique com vergonha. Todo mundo começa alguma coisa, então você está lá para isso.

Pegue leve consigo mesmo

Uma das coisas que podem te atrapalhar é o tanto que você cobra de si mesmo. Faça no seu ritmo, mantendo a calma e curtindo o exercício. Tenha sempre suas músicas com você, é algo que vai te motivar ainda mais… isso sem falar que os fones vai te deixar mais focado com o que você está fazendo e menos preocupado com que está acontecendo ao seu redor dentro da academia. Quando começar a ver os resultados, encare isso como uma conquista. Você está chegando lá 😉

E minha meta pessoal, como anda?

emagrecer-01-title

Ano passado eu me lancei um desafio pessoal: Consigo entrar em forma? Queria fazer isso de uma forma documentada, para quem sabe motivar mais alguém além de mim a seguir essa ideia. O que eu queria era sair de uma condição em que eu cheguei, um peso bem acima do que eu pensava ter e dar uma mudada na minha vida. Eu sempre quis seguir este caminho, quando eu tinha uns 16~17 anos eu já praticava Kung-Fu de forma dedicada, acabei parando por causa de conflito de horários quando entrei na faculdade e depois, mesmo tentando ir em várias academias eu não me adaptei a rotina e larguei mão.

Sabe quando é algo que vai acontecendo com você e você não nota? Eu pego as fotos dos primeiros anos e dos últimos e tá visível a diferença, mas eu nunca percebi diretamente. Eu vi que tinha engordado, que não tava comendo nada saudável e nem controladamente (sério, eu me entulhava de porcarias… bons tempos!! hehe) mas nem ia reparando que a calça já não tava cabendo mais, que o cinto exigia uns furos… O baque mesmo foi na minha primeira tentativa de voltar a “vida atlética”. Foi pisar naquelas balanças de ponteiro e ver o negócio dar uma volta completa (120kg) e andar mais um pouco. Eu realmente, não sei porquê, não esperava tanto. Aí bati a mão no peito e falei: “Tô f#dido“.

Isso foi lá pro final de 2011, foi no momento em que eu estava criando vergonha na cara. Em Janeiro de 2012 eu entrei com os dois pés na minha Meta Pessoal que seria entrar em forma, ou morrer tentando tentar. E fiz. Comecei dieta, encarei aqueles momentos de mau humor que todo gordinho passa quando tiram a comida (fiquei tão chato que nem eu me suportava); Comecei a fazer academia e a ir nela todos os dias (e sim, senti aquela dor maldita que sentimos quando começamos a nos exercitar depois de longos anos de ócio). Acho que essa foi minha primeira vitória no ano em que eu comecei com mais de 130kg e terminei na casa dos 110kg.

Uma coisa que me ajudou, e recomendo a todos que queiram começar, foi procurar um lugar bom pra treinar (ou malhar, mas quando digo isso algumas pessoas piram). Se sentir bem aonde está se exercitando, ter um acompanhamento e pegar leve pra poder seguir firme são essenciais. Eu só cheguei a mudar de academia no meio do ano porque eu parti de uma boa para uma melhor, o que valeu muito a pena.

Outra coisa que eu não sei dizer se fiz certo ou não, foi não encarar de início os exercícios aeróbicos. Uma que pra quem tá começando, ficar um bom tempo na esteira ou na bicicleta é uma tortura. Outra foi porque eu acredito que meu corpo não estava pronto para fazer isso… não fui muito feliz nessa frase 🙁

Do meio do ano pra cá, eu comecei a fazer outras atividades além da musculação dentro da academia. Primeiro eu comecei a correr, não só andar na esteira. Primeiro em tempos mais curtos e conforme fui me adaptando, aumentei o ritmo até poder fazer parte do grupo de corrida. Aí a coisa melhorou, até participei de uma prova de 5km. Na verdade foram duas, mas a segunda envolvia cerveja e acho que nem deveria comentar isso aqui…

Olha eu correndo
Olha eu correndo

Ou seja, depois de meses que eu posso falar com todas as palavras que eu me dediquei a chegar nesse ponto, hoje eu vou correr sem falta duas vezes na semana. Pode não parecer muito, mas eu não aguentava correr dois quarteirões sem me arrepender amargamente de ter feito rs. Além disso tudo, tenho ido todos os dias (* sem falta *) na academia, encarei Jump, Step, RPM (não é a banda do Olhar 43) e continui firme. Pode parecer algo muito pessoal, mas é algo que eu gostaria de compartilhar aqui porque eu tentei, insisti e consegui. Se isso vai servir de inspiração pra alguém, seria ótimo, se não… bom, vale a pena tentar.

Meta 2012: O resultado

meta2012

Pois é, o ano acabou e o mundo não. Depois de todos esses meses de dedicação, mesmo passando por momentos mais difíceis (principalmente problemas pessoais), o ano rendeu. Comecei 2012 com pouco mais de 40kg acima do que seria o meu peso ideal e eu, com 27 anos, achei que já tinha passado da hora de tomar uma providência ou teria problemas no futuro.

Minha meta não envolvia só a perda do peso extra, mas uma mudança na vida. Eu estava há um bom tempo (anos!) sem praticar nada. Em janeiro eu dei o primeiro passo com o ínicio da minha dieta (que estou seguindo até hoje) e com meus primeiros treinos. Tudo isso foi pra me preparar a adotar esse estilo de vida mais saudável, pelo menos um pouco mais, para mim. Em agosto eu já estava me sentindo preparado, e confiante, para começar a aumentar a atividade aeróbica. Pode parecer demorado, mas eu não acreditei que conseguiria. E então eu comecei a correr.

kit-delta

Em novembro eu participei da minha primeira prova de 5km. Ou seja, eu estou fazendo hoje o que eu nunca achei que conseguiria: ter disposição para correr.

Foram 12 meses de dedicação, indo praticamente todo dia para academia e seguindo firme a dieta. Foi difícil, mas foi divertido. Passei por altos e baixos, mas continuei. Em 2012 eu perdi 20kg e consequi mudar meu estilo de vida, posso considerar então essa meta como cumprida?

resultado

Minha meta agora, não só pra 2013 mas para o resto da vida, é seguir isto. Perder estes quilos que ainda me sobram e continuar assim. Eu achei algo que eu gosto de fazer e tô me dedicando. Eu queria ter começado isso antes, mas por vários motivos eu não pude. Eu deixo isso como uma motivação para vocês: se você quer algo, comece. Vai ficar difícil, mas se você não desistir, será mais recompensador do que você imagina! Um bom 2013 para vocês!

Espaço pessoal aberto: Cozinha de Jack, #Meta2012, Oi Rdio e minha diversão como vai?

Semana passa foi corrida. Passei o mês em alguns projetos pessoais e quando essa balança pesa, o blog acaba ficando de lado. Mas, nem tudo ficou parado. Providenciei já 2 #Provando para entrarem essa semana para tirar o atraso, além de outros artigos que estou escrevendo.

A maravilhosa Cozinha de Jack

Mas como esse é o off-topic dos artigos, queria postar algo aqui que, a meu ver, não se encaixa em qualquer categoria do blog e é material de terceiro. Mas é uma dica muito boa! Para os poucos que não conhecem, O Tucano (@cancerjack), integrante do Nerdcast, lançou seu próprio canal de culinária: a Cozinha de Jack. Os vídeos mostram pratos diferentes e que deixam com água na boca. Além de uma boa dica de apreciação de cervejas. Vejam um vídeo:

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=KxEtMVISE1I’]

Alan… Alan… Alan…

Depois de terminar com meus deveres, resolvi tirar uma folga e botar a jogatina em dia. E me cai do céu uma promoção na Steam com um belo desconto no Alan Wake, que eu estava de olho há um tempo.
O jogo é animal, não vou postar um review mas só deixar minha opinião, estava querendo algo com suspense e ação e o estilo cai como uma luva no jogo. Estou apreciando, com moderação, para não acabar logo.

Na vibe dos streaming… Hein?!

Depois de ouvir tanto falar, resolvi experimentar o tal Oi Rdio. O serviço é algo como um Netflix de músicas. Há uma coleção com MILHÕES, ou milhares… quis dar ênfase na quantidade, de músicas que você pode ouvir via streaming em seu navegador, tablet, smartphone, etc. O sistema tem uma pequena taxa mensal, com alguns planos diferentes, e você pode desfrutar por 7 dias gratuitamente para conhecer melhor. Eu estou ouvindo nesse momento em que escrevo, a qualidade é muito boa. Dá pra pensar se vale a pena.

Let’s cook some meth

Ainda estou tentando botar minhas séries em dia, mas descobri que cada dia resolvo começar uma nova. Graças ao Netflix, eu pude matar minha curiosidade de duas séries.
A primeira, Daria, é uma série animada da MTV que conta a vida de uma garota nerd no meio de uma escola forrada com estereótipos, tudo isso com muito sarcasmo. Uma pena que é tão curta, me apeguei a esse desenho… aí descubro que é uma produção que já tem uma certa idade (1997 ~ 2001)… é, mas vale a pena!
A segunda, não foi uma surpresa. Todo mundo falou que gostou e eu tive que ver. Breaking Bad me viciou, no sentido bom, não em metanfetamina. Se você ainda não viu, comece a ver agora!! Apesar do ritmo da série me parecer meio lento, o desenrolar acaba deixando aquele momento de ansiedade e tensão. Tipo uma droga mesmo, que você acaba querendo ver episódio após episódio.

#Meta2012: Mês 03, 04, 05, 06, 07 e vai correr tanto assim?

Sim, vou. A idéia inicial dessa seção era relatar mês após mês de como estava indo minha meta de 2012: entrar em forma. Porém, eu já estava com alguns meses de vantagem em relação a série, então resolvi botar em dia. E nada melhor para explicar essa acelerada do que um momento marcante no meu desafio pessoal. Eu mudei de academia. Eu já tinha passado por muitas, e largado, por todo meu tempo de treino. No final do ano passado eu estava em uma, mais fraquinha, que me fez desanimar. Fui para uma melhorzinha no começo do ano, onde me senti mais motivado e fiquei por longos 6 meses lá, indo diariamente. Acabei decidindo mudar por 2 motivos: o primeiro era que meus amigos resolveram mudar de academia, e onde eu treinava eu acabei me sentindo “apressado para terminar logo meu treino”. E isso não é bom pra quem quer se dedicar. Então, vamos para uma academia maior, por que não?
Pra quem perguntou sobre o que eu tomei durante esses meses para ajudar na perda de peso, eu comentei no post passado sobre o Óleo de Cártamo, que ajuda a não absorver gorduras. Também resolvi provar um queimador de gordura, que na verdade era uma dose bem concentrada de cafeína. O resultado é ficar agitado o dia todo e sentir mais vontade de malhar, acho que é isso. Mas, não digo que recomendo. Estou seguindo firme minha dieta, apesar dos posts do #Provando, e firme na academia. Isso tá sendo fundamental para mim.
Durante todo esse tempo de treino eu já perdi, do começo até agosto, 15 quilos. É um número considerável, mas ainda faltam alguns. Outra coisa que eu percebi que eu havia estagnado nessa perda, não estava diminuindo o que eu via na balança, porém o cinto já tinha diminuído mais dois furos. Bom, é isso que importa, né?

Bora correr?!

Essa é uma coisa que eu nunca imaginei que faria. A esteira e eu temos uma relação conflitosa na academia. Eu estou sempre nela, tentando correr e tal. Mas nunca consegui algo muito significante lá. Mas, com motivação vinda de alguém muito especial para mim, e do blog dela, eu estou seguindo umas dicas de corrida para encarar meus primeiros 5km numa corrida de verdade. Se tudo der certo, eu encaro esse desafio e posto aqui. Ah, e por incrível que pareça, foi só começar esse treino e já foi mais 1kg de segunda-feira passada até quinta-feira passada. Vou pesar novamente essa semana para acompanhar o resultado. Se tudo der certo, eu sigo esse ritmo!

Para quem quiser me acompanhar, me siga no twitter @thiagoleite e não se esqueça de curtir o MinhasDicas no Facebook. Até o próximo post!

Espaço pessoal aberto: Meta 2012, diversão da semana e mais

 

E aí, galera! Em primeiro lugar, um muito obrigado pelos comentários e e-mails que recebi e dizer que sigo em frente com aquela meta que firmei pra esse ano. Bom, de volta ao post, estou escrevendo nesse espaço pessoal do blog pra ter aquele contato maior com quem acessa o MD. Queria fazer isso com uma frequência maior, mas nesses meses tá me faltando um pouco de tempo, tenho até conteúdo novo pra postar aqui mas tá estacionado só esperando aquele alívio de tempo (e um belo incremento pessoal) para ir ao ar. Mas vai! Quero esvaziar as minhas notas no Evernote.

 Games, games, games!!

Jetpack Joyride

Entrei de cabeça em uns projetos (tanto freela’s quanto estudo) que quem mais sentiu minha falta nesse meio tempo foi o meu PS3. No momento do “ufa, terminei!” a primeira coisa que veio na cabeça foi “Car****, vou poder jogar de novo!“. Aí pra saciar aquela vontade de um bom fps, encarei o Killzone 3. Sinceramente? Adorei! O jogo em si não é perfeito, a dublagem é realmente tosca, mas chega a ser divertida, mas matou aquela vontade de jogar!

O iPad, que tinha virado agenda e ferramenta de responder e-mails para clientes :(, fui jogar novamente o Jetpack Joyride. Quando joguei ele pela primeira vez, não tinha curtido muito o estilo do jogo e apenas tentava ir mais longe nele. Depois me disseram que o interessante seria tentar fazer as missões… e aí se foram algumas horas jogando! Coisinha viciante!!

Filmes, seriados, o que vi e estou vendo

Khaleesi

Meio óbvio, né? Filme para recomendar para ver esse mês é O Cavaleiro das Trevas Ressurge, o desfecho épico da trilogia do Batman dirigida por Christopher Nolan. Quem viu meu check-in no GetGlue, já sabe minha opinião sobre o filme. E quero ver de novo! E outro filme que eu resolvi rever pela milésima vez nesse final de semana, graças ao Netflix, foi Os Incríveis. E veria mais mil se fosse possível!! Ainda essa semana eu quero assistir Battle Royale e Jogos Vorazes para fazer aquela comparação marota.

Já os seriados, estão meio pausados. Enquanto espero o retorno de The Walking Dead, Dexter e Guerra dos Tronos, eu fico nesse hiato de não ter o que acompanhar. Talvez seja uma boa hora de botar Falling Skies em dia ou finalmente começar a assistir Breaking Bad (do jeito que vocês falam bem, me sinto mal em não ter assistido ainda)… ainda sobra a espera da oitava temporada de How I Met Your Mother… é, é série pra caramba!

Você sabe que está ficando velho quando começa a não assistir mais desenhos. Parece que é algo automático e isso não é bom! Fui fazer um teste e comecei a assistir One Piece, para conhecer. No começo, estou gostando. Só espero que não vire aquele lenga lenga que todo anime vira com o passar dos episódios… nossa, tô ficando velho mesmo!

Meta 2012: Mês 02

Segundo mês de treino e dieta; No momento eu acredito que eu já estou acostumado com isso. Tive a idéia de começar isso em um mês de férias, que deu uma motivada boa no começo. Estou seguindo firme o regime, dando aquela cortada nas coisas engordativas e uma diminuida na quantidade de coisas que eu comia. Tá funcionando!! Quanto ao treino, tudo indo bem, no meu rítmo. Estou indo todos os dias da semana na academia, completando todas as séries com uma carga boa e até dei uma aumentada na minha velocidade na esteira. Mas é uma caminhada rápida, por enquanto.

Como bom desesperado, resolvi experimentar um emagrecedor e parti pro óleo de cártamo. São umas cápsulas que se tomam durante o dia antes da refeição. Não sei dizer ao certo se funcionam bem ou não, pois a promessa é de evitar absorver gordura ingerida e eliminá-la… bom, já sabem? Isso eu percebi que funciona na prática!

O lado bom é que tem dado resultado, a motivação aparece e já se foram mais alguns kilos esse mês. Apesar disso, estou usando uma outra medida para calcular essa perda de peso: a aparência e as roupas. As calças já estão mais largas e as camisetas já estão ficando folgadas. Daqui um tempo terei que trocar meu guarda-roupa!


Nota de rodapé: Não recomendo tomar nada sem acompanhamento médico especializado.

Qualquer dúvida, comentário, sugestão, crítica, os comentários estão abertos para discussão. E não se esqueça de me seguir @thiagoleite no Twitter e curtir a página do blog no Facebook.

Experiências gamísticas, DLC’s e um pouco mais

Fala, galera! Resolvi pegar um pouco do espaço do blog pra debater um dos meus hobbies favoritos: games! Dias atrás, finalmente, consegui ter tempo para poder jogar um pouco já que estudos e algumas coisas pessoais resolveram devorar o meu tempo livre. E o detalhe é que um dos projetos que eu estava mexendo pode me trazer esse tempo livre para os jogos de volta. Algo que eu sempre resolvi experimentar, semanas atrás eu botei em prática: edição de vídeos. Mas calma, não vou montar um vlog… ainda

Caso você resolva abraçar essa idéia, tenha em mente que um computador bom é o mínimo pra começar. O meu computador é algo realmente bom, eu mesmo montei e escolhi as peças 🙂 ! Mas, o cooler do processador já não estava lá essas coisas e como eu moro em Ribeirão Preto, que é 2ºC mais quente que o próprio inferno, isso não ajudou muito. Além do barulho alto, ele não conseguia manter o computador bem resfriado. Já tive umas reiniciadas durante uma partida de StarCraft 2 que tinham me desanimado. Aí a coisa ficou feia quando eu resolvi mexer com edição de vídeo. Foi fatal, a tela azul da morte apareceu e quando eu coloquei a mão sobre o gabinete eu vi que o computador tinha ficado muito, muito quente. Tava na hora de trocar o cooler ou poderia causar algum dano a minha máquina.

Procurei um monte de modelos, dos mais baratos até os mais caros. Até pensei em colocar um water cooler aqui, mas esses são bem salgados. Então qual uma solução que não seja tão nociva para o meu bolso e que resolveria de vez o meu problema? Depois de uma boa garimpada, achei o CoolerMaster V8. Esse nome não é a toa, o bicho parece um motor de um carro! Aí, foi só negociar o preço ideal e fechar o negócio.

Olha o tamanho disso!

Em poucos dias, o brinquedinho novo chegou. E ele é grande! A sorte foi que eu já tinha montado o PC em um gabinete full-tower de servidor, que são grandes, fáceis de mexer e bem mais em conta do que os gabinetes gamers que existem no mercado, basta saber procurar. A instalação (ah, como eu amo e odeio desmontar coisas!) é relativamente fácil. Acho que em uns 6 ou 7 passos para concluí-la, mas como eu resolvi fazer o procedimento cirúrgico eu demorei umas duas horas. E valeu a pena. Além de não fazer nada de barulho, já usei muito e nada de ferver o meu processador!! 😀

Depois que eu fechei meus projetos, pensei: hora de jogar. E lá vou eu brincar com minhas aquisições de natal do Steam e achei umas coisas que eu queria debater com vocês. Na verdade, é uma coisa só mas ela está em todo lugar e, em alguns casos, em grande quantidade: DLC’s. DLC, ou downloadable content, é algo que surgiu como uma praga nessa geração. Independente da plataforma, Wii, PC, Xbox 360 e Playstation 3, eles estão lá. Esses pacotes são conteúdos que adicionam ao jogo novas fases, itens, personagens, músicas, tudo! E isso, na maioria das vezes vem com um preço. Tudo pode ser comprado a parte. Mas entenda tudo, como tudo mesmo. Uma vez comentamos isso aqui, no DicasCast #1, que até o jogo Saints Row tinha um DLC que permitia que você usasse cheats no jogo. Sim, se você quiser trapacear, vai ter que pagar!

Eu sempre tive a idéia de que nunca iria comprar isso, pois na maioria das vezes é algo inútil ou que não vale o preço. Pra se ter uma idéia, um DLC pago pode custar de centavos de dólares até uma quantia que seja quase o valor de uma expansão, mesmo que não tenha tanto conteúdo quanto uma expansão de verdade. Você já pensou em desembolsar US$ 5 para poder adicionar um personagem novo em um jogo de luta? Bom, esse é o preço do Freddie Krueger no Mortal Kombat 9. Mas eu caí nessa armadilha…

Bom, não exatamente eu fui com o intuito de comprar um DLC. Se você conhece as promoções do Steam, sabe que os jogos lá tem o preço cortado para um valor atrativo. O mesmo vale para os DLC’s, principalmente se você compra o jogo com um pack de DLC’s na oferta. O preço de cada conteúdo adicional cai para centavos, aí vale a pena!

DLC, DLC... assim você me mata!

Na verdade, nem tudo valeu a pena. Em alguns casos, como em Borderlands, os DLCs foram novas missões, o que é muito bom. Já no Magicka, a maioria são robes para o maguinho, que talvez eu nunca use. Mas em ambos os casos, o jogo funciona muito bem com ou sem DLC. O problema é quando o jogo ocorre com dependência do conteúdo extra, o que faz virar um tremendo caça-níqueis.

E por falar em caça-níqueis, guardei pro final algo que uma certa empresa de jogos * cof * CAPCOM * cof * fez com seus últimos grandes lançamentos. Se você comprou o Street Fighter IV, pode experimentar um dos melhores jogos de luta já lançados. E o sucesso trouxe conteúdo adicional. Ah, mas pra quê lançar uma porrada de coisas novas como DLC? Eles resolveram lançar o jogo novamente, em uma outra versão com todo os adicionais. Aí vem o Super Street Fighter IV. Beleza, quem não comprou a versão não-super, pega essa versão melhorada. E quem comprou, que compre novamente. Trágico? Nem tanto se você pensar que tempos depois saiu mais uma versão, Super Street Fighter IV: Arcade Edition. E isso não se limitou só nessa franquia. Marvel vs Capcom 3 ganhou o Ultimate Marvel vs Capcom 3. Até mesmo o Resident Evil 5 ganhou uma versão nova, com extras, e uma outra com suporte ao Playstation Move. Patch pra quê, né?  Bom… vou esperar mais algum tempo para ver se sai alguma versão definitiva desses jogos antes de pegá-los hehe.

E você, costuma comprar DLC ou repudia essa idéia? Compartilhe nos comentários.

Desistir

É isso aí.. tô de férias!!!